Bursite e Tendinite do Ombro

A dor no ombro é uma situação tão comum, que até 70% das pessoas terão este tipo de dor ao menos uma vez ao longo das suas vidas. Entre as várias causas possíveis de dor no ombro, a bursite do ombro, também chamada de bursite subacromial é uma das mais comuns.

Bursite é o nome que damos à inflamação da bursa, também conhecida como bolsa sinovial, que é uma pequena bolsa cheia de líquido que age como um amortecedor, diminuindo o atrito entre músculos, tendões e ossos ao redor das articulações.

O ombro é uma das articulações mais complexas do nosso esqueleto, sendo formado por três ossos e vários músculos, tendões e ligamentos.

Com o agravamento da dor, o paciente começa a limitar os seus movimentos com o braço. Coçar as costas, vestir um casaco, fechar o zíper de um vestido, fechar o sutiã ou levantar o braço acima da cabeça tornam-se atitudes muito dolorosas.

O diagnóstico da bursite no ombro e da síndrome do impacto é habitualmente feito após avaliação conjunta da história clínica, do exame físico e de exames de imagens.

Tratamento

O tratamento inicial da bursite subacromial consiste em repouso, aplicação de gelo local e controle da dor com analgésicos e anti-inflamatórios.

Após o controle da dor, a fisioterapia pode ser indicada, para que o paciente restabeleça sua força muscular e amplitude dos movimento do ombro.

Nos raros casos de bursite crônica que não respondem a nenhum tipo de tratamento, a cirurgia para remoção da bursa pode ser a solução.

Prevenção da bursite no ombro

Após o efetivo tratamento da bursite no ombro, algumas medidas podem ser implementadas para diminuir o risco de recorrência:

  • Atividade física orientada por profissional para fortalecimento da musculatura.
  • Alongamentos com orientação profissional.
  • Evitar tarefas que exijam movimentos repetitivos do ombro durante muito tempo.
  • Se não for possível evitar tarefas que sobrecarreguem os ombros, procure ao menos fazer algumas pausas durante o dia.
  • Usar as duas mãos para segurar ferramentas ou objetos pesados.
  • Não ficar com o ombro imobilizado por longos períodos de tempo.
  • Procurar manter um boa postura ao longo do dia, principalmente durante o trabalho.

  • O Pilates na reabilitação! Isso porque seus exercícios restauram a força e o condicionamento do corpo, melhorando o quadro clínico de diversas patologias.
  • Por isso, o Método é muito importante no tratamento das patologias do ombro, pois seus movimentos fortalecem e estabilizam a área afetada melhorando as dores e reabilitando a articulação.
  • Além disso, o Pilates também promove flexibilidade, equilíbrio muscular e ainda previne as futuras lesões que podem acometer o ombro, ajudando na sua funcionalidade.
  • Sendo assim, ele é muito benéfico para aqueles que praticam com o intuito de reabilitar as lesões no ombro.

 

Cleci Rojanski (crefito 101525)

+ Leia Mais

Tendinite da Pata de Ganso

O conjunto dos tendões de três músculos na região do joelho (sartório, grácil e semitendinoso) é chamado de “pata de ganso” em associação a sua aparência, que lembra a pata da ave. Esses músculos fazem a flexão do joelho e o protegem contra o estresse em rotação e em valgo (desvio do joelho para dentro).

Além da inflamação dos tendões pode ocorrer também uma bursite no local e um pequeno inchaço após atividades físicas. Corredores com essa tendinite sentem dor principalmente nos movimentos de flexão do joelho, ao subir e descer escadas e quando o pé toca o chão durante a corrida.

A tendinite acontece por diversos motivos como: grau elevado de genuvalgo, pés pronados ou chatos, obesidade, algum problema que deixe o joelho mais instável (como artrose, por exemplo), praticantes de esportes que não fazem preparo físico direcionado, encurtamento severo dos músculos posteriores da coxa. A dor é sentida na parte interna da perna logo abaixo do joelho, principalmente ao flexioná-lo, ao toque do calcanhar no chão durante a marcha e ao subir e descer escada.

Um dos motivos que levam ao estresse do joelho é a falha na musculatura lateral do quadril. Esses músculos são os principais responsáveis por manterem o joelho alinhado.

O tratamento fisioterápico em fase aguda consiste em controlar a inflamação e diminuir a dor com crioterapia, ultra-som, laser e acupuntura, por exemplo, mas todos esses recursos são paliativos e não solucionam o problema. É essencial tratar a causa mecânica com foco na diminuição da instabilidade e melhora no alinhamento do joelho e reorganização da marcha.

Para tratar e prevenir, é preciso treinar os músculos do quadril, principalmente o glúteo médio.

Essas dicas podem ajudar, mas tenha em mente que elas são superficiais e cada caso exige um diagnóstico e tratamento específico, sempre acompanhado de um médico e fisioterapeuta.

Cleci Rojanski (crefito 101525)

 

+ Leia Mais

A Importância de dar MOVIMENTO ao Corpo

Os movimentos do corpo humano são muito importantes e influenciam diretamente o comportamento das pessoas.

Para cuidar da saúde, tendemos a pensar nos mecanismos palpáveis para prevenir doenças e melhorar os sistemas de defesa do organismo. Esses mecanismos se baseiam em alguns pilares para se manter o equilíbrio (homeostase) do corpo. E para que esse equilíbrio seja alcançado, devemos seguir todas aquelas dicas de saúde que sempre ouvimos falar: praticar exercícios, ter boa alimentação, dormir bem, evitar preocupações e stress, etc. O próprio nome ‘equilíbrio’ já dá a deixa: o movimento é necessário, mas nem de menos e nem demais.

De certa forma, o corpo humano pode ser comparado a uma máquina perfeita, que necessita de energia, ou seja, combustível, para executar seus movimentos e atividades. Durante o movimento, as pessoas transformam energia química em energia mecânica e, por isso, são capazes de andar, correr, pular, dançar, etc.

Os movimentos também estimulam muitos processos psicológicos, além da temperatura corporal e a produção de hormônios. Dessa forma, podemos dizer que o movimento humano é um processo complexo, que envolve todos os sistemas, músculos e nosso esqueleto. No total, são mais de 200 ossos e 600 músculos trabalhando intensamente para que possamos nos movimentar.

O funcionamento do corpo acontece graças a um equilíbrio dinâmico.

Movimento é vida e, por isso, devemos evitar o sedentarismo. Com atividades físicas regulares, conseguimos ter uma vida saudável e um rendimento físico aprimorado.

 

Cleci Rojanski – CREFITO 101525

+ Leia Mais

Princípios do Pilates

Como Joseph afirmava, a Contrologia tem por resultado o controle consciente de todos os movimentos musculares do corpo, assim aplicando todos os princípios do método que tem bases em fundamentos anatômicos, fisiológicos e cinesiológicos, que são: Concentração, , Precisão, Centramento, Respiração e Movimento fluido.

 

Concentração – o objetivo desse princípio é a total concentração no movimento que está sendo realizado para garantir que este seja desenvolvido com a maior eficácia possível;

Controle – o controle do movimento visa um padrão suave e harmônica sempre se concentrando no exercício proposto assim visando aprimorar a coordenação motora e evitando contrações musculares desnecessárias;

Precisão – ele é fundamental para a qualidade do movimento e realinhamento postural, assim controlando o equilíbrio dos diferentes músculos que estão sendo trabalhados no movimento;

Centro – mais conhecido como power house é o foco de todos os exercícios do método, pois o fortalecimento dessa musculatura proporciona a estabilização do tronco e um alinhamento com menor gasto energético aos movimentos;

Respiração – o método enfatiza a respiração e é o fator primordial no início do movimento, e tem sempre que estar sincronizada com a realização dos movimentos

Fluidez – o objetivo desse princípio é dar leveza ao exercício, com movimentos controlados para que não haja impacto pesados no começo nem no final de nenhum exercício.

O controle da respiração e a concentração na hora do exercício, que são práticas fundamentais do método, tem origem na yoga, e na medicina tradicional chinesa.

 

Cleci Rojanski  (crefito 101525)

+ Leia Mais

Ativando o Abdômen nas Aulas de Pilates

Em toda aula o professor pede ao aluno que “contraia o abdômen”, que “sugue o umbigo”, que “sinta a barriga achatar” e que “não deixe a barriga estufar”, mas afinal, pra que servem os músculos abdominais ? Por que precisamos mantê-los contraídos ? O que eles fazem ?

Os músculos abdominais tem como principal função proteger as vísceras e promover uma pressão interna que auxilia em diversas necessidades fisiológicas. Mas a parte mais interessante a todos é a estética, quando se vê um abdome “chapado” ou “em tanquinho”.

A musculatura abdominal serve para realizar alguns movimentos de tronco, estabilizar a coluna enquanto a pelve e os membros se movem. Por essa função estabilizadora da coluna, precisamos manter o abdômen contraído durante os exercícios para não sobrecarregar e tensionar a região lombar . Dessa forma, com uma boa ação dos músculos abdominais temos uma melhora da postura.

O Pilates trabalha intensamente com o Core ativado de forma integrada com os movimentos, através da respiração. O trabalho realizado com a técnica faz com que o músculo transverso do abdômen (responsável pela sustentação da coluna) e o assoalho pélvico (responsável pela elevação dos órgãos) sejam estimulados. No Pilates, a região é chamada de “Power House” – casa de força!

por CLECI ROJANSKI (crefito 101525)

 

+ Leia Mais

Postura Corporal X Gordura Localizada

Quando a gordurinha localizada começa a incomodar, imediatamente pensamos nas dietas alimentares e nas atividade físicas.

Mas o que pouca gente imagina é que existe um outro fator além do sedentarismo e dos abusos na alimentação que pode influenciar diretamente na formação dos temidos pneuzinhos.

Trata-se da postura corporal, que quando inadequada, pode colaborar bastante com as disfunções estéticas corporais.

Image of a young woman having a back pain while sitting at the working desk

Segundo os especialistas, desvios na coluna podem ocasionar o acúmulo de gordura na região de abdômen, flancos e quadril.

Quando existe a alteração postural, é importante a correção junto ao profissional especialista, pois caso contrário o tratamento estético pode não atingir o resultado esperado.

Um exemplo são os casos de hiperlordose, onde existe uma curvatura mais acentuada na região lombar, o que acaba provocando um protusão do abdômen, evidenciando a gordura ali acumulada, além da possível flacidez muscular nessa região. Pesquisas também já comprovaram que esse desvio altera o espaço entre as vértebras, provocando a diminuição de circulação sanguínea e o acúmulo de líquidos na região, favorecendo também o aparecimento da temida celulite.

 

má-postura2

Retroversão: quadril “encaixado”, com possível flacidez de pele e muscular na região glútea e acúmulo de gordura na região de prega glútea.

Nesses casos a reeducação postural pode ser uma associação fundamental aos tratamentos estéticos, através de técnicas como RPG (Reeducação Postural Global), Pilates, ou exercícios de alongamento.

RPG

A prevenção também é importante, e pode ser realizada através da correta orientação e avaliação profissional para indicação adequada de atividades conforme sua condição física, evitando assim lesões e contribuindo para o fortalecimento muscular e manutenção de uma postura correta.

exercicioPor isso, quando pensar em iniciar uma dieta ou em abandonar o sedentarismo para melhorar o contorno corporal e a aparência estética, é importante consultar um profissional competente pois, nos casos de alteração postural, será necessária essa orientação adequada para que se consiga os resultados esperados.

 

Carolina Martins – Técnica em Estética

Cleci Rojanski – Fisioterapeuta (Crefito 101525-F)

+ Leia Mais

Corpo e mente em equilíbrio com Pilates

Criado por Joseph H. Pilates, o método  visa tonificar a musculatura corporal, fazer um realinhamento postural e alongá-lo integrando corpo e mente para que os praticantes adquiram um corpo forte, harmonioso e saudável.
Tal prática prima pela qualidade e não pela quantidade de repetições, tendo uma variedade de movimentos que devem ser feita com concentração e consciência corporal, utilizando basicamente a força da gravidade sobre o corpo. A região abdominal é muito solicitada para a realização dos exercícios, que sincronizam a respiração com o movimento.

Utilizado tanto para condicionamento físico como para reabilitação, os movimentos são realizados de acordo com os princípios básicos da concentração, controle corporal, precisão, respiração e, por fim, a consciência corporal.

Pilates com aparelhos: a estrutura básica dos aparelhos de pilates é composta por molas, que podem ser usadas de duas maneiras diferentes: elas podem reduzir o esforço que o praticante tem que fazer – carregando parte do peso que você deveria estar puxando e dando um impulso ao movimento -, ou aumentar, servindo como uma resistência – assim, é preciso “aumentar o tamanho da mola”. A escolha de como usar essas molas depende dos seus objetivos, dá para facilitar ou dificultar.

Os exercícios de solo: podem  ser praticados diretamente no solo ou com o auxilio de acessórios que, além de ajudar, desafiam o aluno a desenvolver força e flexibilidade. Estes acessórios são as bolas, rolos, anel flexível, faixas elásticas, discos de rotação e a bosu ou meia bola.

Os movimentos do Pilates Solo trabalham o corpo em diferentes graus de dificuldade e, por isso, há a necessidade de uma avaliação do profissional para que possam ser administrados dentro da capacidade de cada um, ressaltando a importância da respiração na execução de cada movimento, que deve perfeito sem pressa e com muito controle para evitar estresse. O alinhamento postural é importante em cada exercício, ajudando na melhora da postura global do indivíduo. Assim, a força, a tonificação e o alongamento são trabalhados de dentro para fora do corpo, tornando-o forte, bonito, saudável, harmonioso e elegante.

Benefícios:
•Aumenta a resistência física e mental;
•Alongamento e maior controle corporal;
•Correção postural
•Aumento da flexibilidade, tônus e força muscular;
•Alívio das tensões, estresse e dores crônicas;
•Melhora da coordenação motora;
•Maior mobilidade das articulações;
•Estimulação do sistema circulatório e oxigenação do sangue;
•Facilita a drenagem linfática e eliminação das toxinas;
•Fortalecimento dos órgãos internos;
•Aumento da concentração;
•Trabalha a respiração;
•Promove relaxamento.

Além de todas estas vantagens, o Pilates diminui medidas corporais e promove a definição muscular. Os exercícios podem auxiliar as pessoas que estão em constante briga com a balança e desejam perder peso.

Já existem estudos que mostram o efeito do Pilates Solo na redução do percentual de gordura e da diminuição da obesidade. Assim, esse método também poderá ser usado para redução de peso.

Após 30 aulas se obtém uma mudança visível no corpo, promovendo também uma melhora na postura do aluno. Joseph Pilates dizia: “Vocês se sentirão melhores em 10 aulas, parecerão melhores em 20 aulas e terão um corpo novo em 30 aulas’”.

Não é só o corpo que se beneficia com a prática do Pilates, por trabalhar a musculatura respiratória, a técnica é capaz de ensinar até os indivíduos mais estressados a respirar corretamente, o que contribui para liberar a ansiedade contida no diafragma, e a consequência dessa ação está diretamente ligada ao controle da ansiedade e a diminuição do estresse. “Dessa forma, podemos concluir que praticando Pilates, corpo e mente estarão em sintonia com o bem estar”.

Cleci Rojanski (Crefito 101525-F)

+ Leia Mais

Fisioterapia e Pilates no Tratamento de Artrose

Artrose ou osteoartrose é o nome dado ao processo de degeneração (deterioração) da cartilagem, fazendo com que aja uma diminuição, podendo chegar à perda total, do espaço existente entre os ossos das articulações.

As funções principais da cartilagem são: garantir o deslizamento das superfícies articulares entre si de maneira suave e sem atrito, suportar as pressões pelas articulações e a distribuir de maneira uniforme as pressões intra-articulares.

A artrose pode surgir em qualquer articulação, sendo as mais comuns: os dedos, os ombros, os quadris, os joelhos (também chamadas de gonartrose) e a coluna vertebral (também conhecidas como “bico de papagaio”), principalmente nas regiões cervical e lombar, por terem maior mobilidade.

Tratamento fisioterapêutico:

A fisioterapia é indica objetivando também a diminuição dos sinais e sintomas com o uso de todos os recursos terapêuticos existentes. O uso de aparelhos como tens, ultra-sons, ondas curtas, laser, bolsas de gelo ou de calor, são algumas das opções de tratamento para diminuir a dor e a inflamação. As técnicas manuais como alongamentos e mobilizações articulares são de grande importância para manter as articulações devidamente irrigadas e alinhadas.

Como o Pilates pode ajudar no tratamento:

Dentre os recursos terapêuticos da fisioterapia, o profissional devidamente habilitado, pode lançar mão do Método Pilates, para reabilitação desse paciente. Os exercícios devem sempre respeitar as limitações de cada um, como a amplitude e dores articulares, e a intensidade da resistência das molas a ser vencida quando forem utilizados os aparelhos ou faixas elásticas. É importante que o grupamento muscular em torno da articulação envolvida seja alongado e fortalecido na intenção de diminuir o contato entre as superfícies ósseas e, conseqüentemente, a pressão intra-articular e a dor.

No Pilates há vários exercícios que podem ser realizados sem sobrecarga, favorecendo com isso, a articulação atingida e facilitando a execução do movimento sem desconforto. O profissional deve está sempre atento e corrigir, sempre que necessário, a postura do aluno evitando compensações desnecessárias que podem prejudicar tanto a articulação em questão como qualquer outra.

Algumas pessoas que, por apresentarem um estágio muito severo da artrose, não respondem mais aos tratamentos convencionais e paliativos; para esses casos, existe a indicação de cirurgia para a colocação de uma prótese parcial (onde ocorre a substituição de apenas uma superfície óssea da articulação em questão) ou uma prótese total (onde a substituição é de toda a articulação envolvida). Então, após a liberação médica, o paciente precisa voltar às sessões de fisioterapia para que sua função seja restaurada.

Por Cleci Rojanski (fisioterapeuta instrutora de Pilates) Crefito 101525-F

 

+ Leia Mais

Condromalácia Patelar

A Condromalácia patelar consiste em uma patologia degenerativa da cartilagem patelar e dos côndilos femorais correspondentes. Trata-se de uma espécie de amolecimento desta cartilagem pelo atrito incorreto contra os côndilos do fêmur. Ocorre um desconforto e dor ao redor ou atrás da patela. Já o termo mais genérico, síndrome da dor patelo-femural, se refere aos estágios iniciais dessa condição, na qual os sintomas ainda podem ser completamente revertidos.

058a9ac0816d64f330fad7e8354c9cd0

 

 

Sintomas da Condromalácia patelar

Os principais sinais da patologia são:

– Inchaço por baixo da rótula do joelho;

– Dor constante no meio do joelho;

– Dor durante uma corrida, ao descer ou subir escadas e ao ficar muito tempo sentado.

A condromalácia patelar pode ser classificada em quatro níveis distintos, daí a necessidade de um tratamento o mais breve possível para que a cartilagem não fique inteiramente desgastada, culminando em sua perda total.

GRAU I : amolecimento da cartilagem e edemas
GRAU II : fragmentação e fissura da cartilagem em uma área menor ou igual à proximadamente 1,5 cm
GRAU III: fragmentação e fissura da cartilagem em uma área maior ou igual à aproximadamente 1,5 cm
GRAU IV: erosão ou perda da cartilagem articular com exposição do osso subcondral

Tratamento:

Não há um protocolo rígido de tratamento. É importante analisar o grau da lesão adquirida e se direcionar às causas, sempre tentando reequilibrar o alinhamento da patela, inicialmente através de tratamento fisioterapêutico.

A Fisioterapia pode auxiliar, especialmente, no fortalecimento de alguns músculos e de exercícios que enfatizam o alongamento. Músculos fortes permitem que o joelho tenha boa estabilidade, além de tornar atividades muito exigentes para o joelho, relativamente, mais leves. O treinamento de força também fortalece a cartilagem, deixando-a mais resistente aos possíveis desgastes. Mas esse tratamento fisioterapêutico deve ser sempre baseado numa avaliação detalhada de todos os fatores que podem estar relacionados ao desenvolvimento da condromalácia, podendo associar a métodos analgésicos e antiinflamatórios.  Em casos graves muitas vezes é necessário tratamento cirúrgico.

200364849-001

O PILATES age de forma fantástica no alinhamento patelar, bem como na estabilização do quadro da condromalácia. Já que um dos grandes alicerces do método é o fortalecimento e estabilização dos músculos centrais do corpo aliada às técnicas que potencializam a respiração e seus benefícios, atingindo assim, o objetivo do aluno através do equilíbrio muscular.  No caso da condromalácia patelar são inclusos exercícios de potência, força, alongamento e mobilização do membro inferior, sempre com o cuidado de evitar sobrecarga na articulação em questão.

Cleci Rojanski (Crefito 101525-F)

+ Leia Mais

Desvios Posturais

Postura-evita-dores-nas-costasNa postura padrão, a coluna é composta por quatro curvaturas (regiões cervical, torácica, lombar e sacral) que se distribuem de forma ideal para sustentar o peso, permitir a locomoção e o bom funcionamento dos órgãos respiratórios, equilibrar a cabeça, proteger a medula espinal. Em outras palavras, postura correta é quando o eixo da coluna vertebral encontra-se em harmonia com o corpo; permitindo assim que a coluna exerça suas funções com a máxima eficácia.  No entanto, desvio de coluna é uma alteração que ocorre no alinhamento da coluna vertebral, e que, dessa forma, provoca um esforço e uma sobrecarga maior sobre as articulações, o que altera a eficiência das funções.

 

escoliose-0805

Quem tem problemas de coluna nem sempre pode praticar alguns exercícios físicos. Mas uma atividade recomendada é o Pilates, método de treinamento indicado para qualquer pessoa. “O exercício pode ser praticado tanto por quem quer fortalecer a musculatura, tem sérios problemas de coluna ou até um atleta de alto nível. A técnica consegue, com seus equipamentos e atendimento personalizado, promover melhora em pacientes.

Não há como mensurar a quantidade de sessões em que os desvios poderão ser corrigidos. “Temos que analisar a gravidade do desvio, o tempo que está instalado no corpo, a quantidade de sessões realizadas por semana e como o corpo reage ao tratamento, entre outras questões. É necessário praticar uma atividade física sempre, e no caso do Pilates, não há dúvida, pois o treinamento é personalizado e individualizado”.

hiperlordosePara Lordose
Fortalecer principalmente:

Abdômen

ponte

Para Cifose
Fortalecer costas

Para Escoliose
Como esse desvio pode ocorrer tanto na coluna lombar quanto na torácica é necessário saber exatamente onde está o desvio para realizar os exercícios.

 

 

 

Para uma coluna saudável é necessário cuidar dos hábitos, como praticar exercícios físicos, fazer alongamento, cuidar da postura, desde a infância. Trata-se de uma questão de base cultural que visa prevenir desvios de coluna quando causados, principalmente, por maus hábitos posturais.

Cleci Rojanski (Crefito 101525-F)

 

 

 

 

+ Leia Mais

Barriga Chapada com Pilates

Ter uma barriga sequinha é o sonho de toda mulher não é mesmo? Por isso vamos dar algumas dicas para ter aquela barriga chapada.

Fazer abdominais te deixa com a aquela aparência de “tanquinho”.
O abdômen durinho é muito importantes na estabilização do tronco.
Seu fortalecimento reduz alguns tipos de lesão na coluna. Eles são 4 e fazem parte da região ântero-lateral do tronco e incluem o reto abdominal, os oblíquos externos, oblíquos internos e o transverso abdominal.

Quem trabalha sentado e não fortalece o abdômen, tem grandes chances de ter um abdome protuso e volumoso.

Uma dica para definir o corpo e exibir a boa forma na praia ou na piscina é investir no pilates.  Os  exercícios do Pilates ativam a musculatura profunda do abdome e alguns exercícios específicos fortalecem e definem a região de forma mais rápida, equilibrada e, de quebra, melhorar sua postura.

Para as mulheres que estão acostumadas a frequentar as salas de musculação, ao contrário dos tradicionais exercícios abdominais que devem ter intervalo de 48 horas para um melhor resultado, o pilates pode ser praticado diariamente. “Quanto maior a frequência, mais rápido se desenvolve a força e a definição muscular.

“O tempo de cada exercício de Pilates é determinado pelo tempo da respiração de cada indivíduo. Por isso, quanto mais longa for a expiração, maior será o tempo de execução do exercício”.
Quanto maior a frequência, mais rápido se desenvolve a força e a definição muscular.

Após 30 aulas já se obtém uma mudança visível no corpo, promovendo também uma melhora na postura do aluno.

Joseph Pilates já dizia: “vocês se sentirão melhores em 10 aulas, parecerão melhores em 20 aulas e terão um corpo novo em 30 aulas’”.

 

Por Cleci Rojanski (fisioterapeuta Instrutora de Pilates)

Crefito 101525-F

+ Leia Mais

Bumbum e Pernas Lisinhas no Verão

A celulite é a patologia da pele mais frequente e indesejada entre as mulheres em quase todo o mundo. Geralmente são assintomáticas, mas em graus avançados podem causar dores nas pernas.

Com a chegada do verão, as celulites atormentam a nossa vida! Algumas pessoas têm até vergonha de usar biquini e ir a praia com tranquilidade.

Existem diversas maneiras de acabar com um dos maiores traumas femininos. Contudo, alguns tratamentos estéticos prometem eliminar as celulites de uma maneira mais rápida e duradoura. O tratamento da celulite depende do grau da patologia, mudanças de hábitos e dietas.

Dicas e Tratamentos:

Beber muita água irá ajudar a lavar as toxinas para fora do seu corpo. Uma vez que a celulite é uma mistura de gordura, água e resíduos tóxicos que o corpo não conseguiu eliminar, beber bastante água pode ajudar a diminuir a celulite.

Mantenha uma alimentação leve e saudável. Evite alimentos processados pois geralmente tem excesso de sal, frituras, refrigerantes, molhos industrializados e enlatados devem ser evitados sempre que possível.

 

pilates 1Praticar exercícios é mesmo o melhor tratamento contra celulite. Procure uma atividade física que melhor comina com você. O melhor exercício físico é aquele que você sentira prazer em fazer.

 

 

Drenagem linfática – massagem que reduz o edema (inchaço) do corpo. As manobras ajudam na eliminação de líquidos que extravasam dos vasos e ficam acumulados nos tecidos. Os movimentos devem ser suaves e lentos seguindo o trajeto do sistema linfático e fazendo com que esse líquido retido seja inserido nos vasos linfáticos, e, posteriormente, eliminado através do sistema urinário.

 

Massagem modeladora – massagem que atinge dois alvos – o sistema linfático e a gordura. A manipulação vigorosa da gordura provoca vasodilatação e aumenta a velocidade de metabolização, tendendo à suavização de contornos irregulares e à redistribuição harmônica da gordura, principalmente se aliada à dieta. Existem alguns acessórios auxiliares que podem ser usados na massagem modelado como Rolinho de massagem e Bambu.

Radiofrequência – o aparelho utiliza a radiação eletromagnética de alta frequência para estimular a produção do colágeno, que constitui as fibras reticulares e é responsável pelo fortalecimento dos tecidos. Essa radiação não danifica a pele e age de forma não-invasiva. A radiofrequência estimula o metabolismo das células adiposas e a produção de colágeno. Indicada para todos os graus de celulite e, principalmente, para os casos em que há flacidez associada.

•É importante lembrar que por ser um distúrbio multifatorial, é preciso combinar diversos recursos para ter sucesso no tratamento. Aproveita as dicas e curta o verão!!

 

 

 

+ Leia Mais

INDICAÇÃO DE PILATES EM CASOS DE OSTEÓFITOS (“BICOS DE PAPAGAIO”)

bico-de-papagaio-principio

O osteófito, ou popularmente bico-de-papagaio, caracteriza-se por pequenas expansões ósseas originadas pela profusão progressiva do anel fibroso do disco intervertebral. Trata-se de uma reação do organismo para absorver melhor a sobrecarga da articulação sobrecarregada. Os efeitos são agravados pela desidratação gradual do disco intervertebral, conduzindo a uma aproximação das vértebras e compressão da raiz nervosa, resultando em fortes dores, formigamentos e limitação de movimentos.
É comum que o osteófito apareça nos calcanhares, nas bordas das vértebras, geralmente na altura dos discos intervertebrais da região do pescoço, coluna torácica e lombar, porém, qualquer articulação do corpo pode ser afetada.
A causa do “bico-de-papagaio” pode ter influência da espondilose, da pré-disposição genética, da sobrecarga articular (sobrepeso e obesidade), do sedentarismo, de esforços repetitivos, de alguma anomalia na articulação (inflamação, trauma, fratura, ligamentos rompidos, etc.), desvios angulares (joelhos varo ou valgo), malformações dos quadris, ou simplesmente pela quantidade de impactos aos quais estamos sujeitos desde a infância. Porém, é sobretudo, a adoção de posturas incorretas ao longo do tempo que leva ao aparecimento de lesões nas articulações vertebrais. Muitas vezes o problema também se instala por conseqüência de um processo de artrose.
Algumas pessoas podem não apresentar sintomas, porém, na primeira incidência de desconforto ou dores no quadril, na virilha, nas costas, no pescoço ou em outras regiões, recomenda-se a procura imediata de um ortopedista. Se tratada corretamente e a tempo, o quadro pode apresentar queda significativa nas dores e melhora na capacidade funcional e na qualidade de vida do paciente, entretanto sem recuperar a cartilagem perdida.

bico_de_papagaio

AÇÃO DO PILATES
Como um dos principais sintomas de quem tem osteófito é a dor, o indivíduo geralmente entra em um ciclo: os movimentos e o padrão postural acabam comprometidos, conduzindo a um desequilíbrio e fraqueza muscular por compensação e desuso, que por sua vez, intensificam os dois primeiros citados, e assim por diante.

O PILATES auxiliará de forma satisfatória a melhora da qualidade de vida, tornando possível a realização das atividades da vida diária tranquilamente. Os exercícios prescritos serão específicos e direcionados ao caso e adaptados de acordo com as particularidades do indivíduo, visando entre outros, fortalecimento e alongamento dos músculos, com um foco especial à região afetada e ao reequilíbrio dos grupos musculares. Assim, apesar de o osteófito continuar instalado, a dor será estabilizada devido à estrutura corporal mais forte, flexível e alinhada.
Mas a melhor alternativa continua sendo a prevenção. Quanto antes incorporar novos hábitos, menores as chances de ocorrer um osteófito no futuro. O PILATES também se mostra bastante efetivo para a prevenção.

+ Leia Mais